Mais informação para você!

Uma princesa robótica, uma plebeia carioca e uma novela medieval

Estreou na terça passada, 09, a grande aposta da Globo para o horário das sete, Deus Salve O Rei. As chamadas mostraram que a novela viria pra abalar as estruturas televisivas, pois remetia muito a um filme, uma produção para cinema.

Passei quase uma semana assistindo a produção e pude notar uma produção feita com muito cuidado, pois teve uma trilha sonora toda pensada pra época, o que ajudou e ajuda a conectar com a trama, quase que me fazendo sentir parte da história.

A fotografia se mescla a trilha perfeitamente, paisagens belas, apesar do excesso de chroma, enquadramentos de câmeras que nos dá uma boa visão do ambiente, novamente, nos transportando para trama, o uso do filtro mais frio, dá um ar sombrio a novela, remetendo novamente para o período medieval. E fechando a composição, a figuração e ambientação, show de bola, muito, mais muito bem feito mesmo.

Pois é, mas nem tudo saiu bem, as atuações tiveram um “Q” do que era esperado, a vilã, Bruna Marquezine até está tentando mostrar imponência em suas falas e atitudes, mas vejo ela como uma pessoa em estado de catatonia, no qual parece desprovida de emoções, até mesmo a raiva, e Marcos Nanini não fica atrás, robozinhos atuando. Já Marina Ruy Barbosa só tenho a dizer: quando fecho os olhos ou até mesmo com eles abertos, só me vem à cabeça Totalmente Demais, acho que apenas as roupas ajudam a tirar essa imagem, por que se depender das falas.

As comparações com “Belaventura” não poderia faltar, né? Tramas que bebem do período medieval mas com contexto e abordagem diferentes, a primeira remete a um conto de fadas bem leve, preza pela narração e história de cada personagens, já “Deus Salve o Rei” é uma que dá um tom mais sombrio, pesado, com o lado cômico pra aliviar em algumas situações, ou seja, nada de cópias, histórias e temas totalmente diferentes.

 

As opiniões contidas nesta coluna são de responsabilidade do autor e não corresponde, obrigatoriamente, a linha editorial do Portal Alta Definição

 

Siga as nossas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram.
Receba as últimas notícias no seu Telegram.
Relacionados
Comentários
Comentários Carregando

Send this to a friend